Vacinas: essenciais ou opcionais?

download (3)

EXCLUSIVO | VOCÊ chega no médico veterinário para uma consulta com seu cachorro e depois de avaliar a saúde do bicho, ele passa a longa lista de vacinas disponíveis para seu melhor amigo: antirrábica, V8, V10, contra a gripe canina e a giárdia.

A LISTA aumenta, assim como sua conta na clínica veterinária. Se você não tem grana sobrando, como a maioria das pessoas, pode se perguntar: “afinal, meu cachorro precisa mesmo de todas essas vacinas?” A dúvida é comum entre muitos donos de cães. No entanto, nem sempre se tenha a coragem de questionar o próprio veterinário a respeito do assunto – afinal, a vacina é de responsabilidade única do médico veterinário, não podendo ser aplicada por outro profissional.

PARA quem nunca teve a coragem de questionar o veterinário sobre as vacinas obrigatórias, opcionais e recomendadas, o CaninaBlog consultou o veterinário e diretor da Sociedade Paulista de Medicina Veterinária (SPMV), Alexandre Satoshi Sano, a respeito do assunto. Confira a entrevista exclusiva com o profissional e tire suas dúvidas sobre vacinas:

CANINABLOG: Há quanto tempo cães são vacinados no Brasil? Existe alguma lei a respeito no País?

Alexandre Satoshi Sano: A vacina antirrábica é aplicada em cães aqui no Brasil desde a década de 1970. Trata-se de uma vacina de aplicação obrigatória por envolver uma zoonose em potencial que é a raiva ou hidrofobia.

A vacinação é muito importante pois doenças como a raiva, a parvovirose e a cinomose vêm diminuindo na rotina das clínicas veterinárias. Em toda minha carreira nunca atendi um cão com suspeita de raiva. O que me deixa muito feliz, pois demonstra a efetiva funcionalidade das vacinas e a compreensão da população em vacinar seus cães.

CANINABLOG: Quais vacinas são distribuidas gratuitamente pelo governo? Elas são confiáveis?

Antirrábica é distribuida gratuitamente pelo governo

Alexandre Satoshi Sano: Somente a vacina antirrábica é distribuída gratuitamente. Quanto a confiabilidade, com certeza elas têm um papel muito efetivo pois já ajudaram a controlar e, em alguns municípios, conseguiram até erradicar a raiva. Além de serem produtos com autorização do Ministério da Saúde para aplicação em animais.

CANINABLOG: Muitos donos de cães ficam confusos com as várias opções de vacinas oferecidas pela indústria e pelos veterinários. Afinal, quais são as vacinas essenciais, opcionais e não recomendadas?

Alexandre Satoshi Sano: As vacinas essenciais para cães, no meu modo de ver, são a octupla ou dectupla (ambas protegem contra a parvovirose, cinomose, hepatite, coronavirose e leptospirose) e a antirrábica. Como opcionais temos a contra giardíase e a de tosse dos canis.

CANINABLOG: Com que idade o cachorro deve tomar as primeiras vacinas e quando parar?

Alexandre Satoshi Sano: Inicialmente, entre 45 a 60 dias devemos aplicar as múltiplas (octupla ou dectupla). Devem receber a vacina apenas os animais saudáveis e, de preferência, vermifugados previamente. Cães devem tomar vacinas a vida inteira, pois existem patologias que independem da idade do cão para serem aplicadas.

CANINABLOG: Na sua opinião, como um dono de cachorro deve agir dentro do consultório veterinário em relação a recomendação de vacinas não essenciais para o seu cão?

Alexandre Satoshi Sano: Penso que o proprietário deve sempre informar-se sobre os cuidados básicos dos animais e conversar com seu veterinário de confiança para obter o máximo de informação possível para decidir se deve ou não fazer as tais vacinas não essenciais. Penso ainda que se estas existem e têm liberação para sua comercialização, devem sempre ser oferecidas aos proprietários. Diante disso, os donos dos bichos podem decidir se devem ou não fazer a utilização do produto.

Fonte: Canina Blog

Site: http://caninablog.wordpress.com/2010/07/05/vacinas-essenciais-ou-opcionais/

No comments yet.

Deixe uma resposta

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: